Entrevista #02 - Rondinelli Fortalesa

Boa tarde pessoal! Tudo bom? Hoje venho com mais uma entrevista, e dessa vez com o escritor Rondinelli Fortalesa, autor de "Oldar". Fiquem então com essa ilustre conversa!


1. Como e quando você resolveu que iria se tornar escritor?
Eu não sou exclusivamente escritor ainda, embora tenha essa pretensão. Desde os nove anos de idade lembro de fazer rascunhos de livros que nunca deram em nada, histórias que não faziam sentido. Ainda assim continuei nisso até que aos dezesseis anos tive a ideia do Telfem, o personagem que fez com que Oldar (planeta onde ele nasceu) viesse a existir.
 
2. Como você se descreve?
Sou sonhador e racional, sorrio quase o tempo todo e quando me concentro pareço um pedra inabalável. Tenho uma habilidade de criar as maiores maluquices com as situações mais comuns e não me surpreendo com nada. Gosto muito de café, ainda mais se for com chocolate. Nunca desisto, embora em alguns momentos eu deixe alguns planos para o futuro quando eu tenha recursos para realizá-lo.

3. De onde veio o nome do seu livro "Oldar"?
O nome Oldar veio da palavra older (antigo em inglês) e do nome do meu tio Oldak (irmão mais velho da minha mãe), surgindo assim Oldar, o nome do mundo mais antigo do universo, mas que na época narrada no livro ainda estivesse recém-nascido.
 
4. Você tem algum escritor favorito? Se tiver, ele (ela) te ajudou a ter mais força de vontade para escrever seu livro?
Tolkien é minha grande inspiração em todos os momentos, até nas coisas do dia a dia. Costumo dizer que sigo mais a fantasia tolkeniana do que a fantasia religiosa.
 
5. Você se considera um escritor de alto nível?
Ainda estou só começando. Um dia serei.
 
6. Com o seu livro, você espera tocar os brasileiros de que forma?
Espero inserir um pouco de inovação fantástica no contexto nacional, pois a maioria das histórias que já li eram meras cópias de histórias famosas, sem criar nada novo. A verdade é que grande parte dos escritores nacionais fazem fanfic e não criam nada. Nada contra fanfic (acho ótimo rs), mas uma coisa é criar algo novo e outra é escrever complemento de histórias já consagradas.
 
7. Pensa em escrever outros livros além da Trilogia Oldar?
Tenho um projeto de livro de ficção científica romântica, só que ainda está só nas gatinhas.
 
8. Você acha que a literatura brasileira tem tudo para crescer?
Acredito muito no potencial dos brasileiros para enriquecer a literatura, mas ainda estamos longe de conseguir que as pessoas leiam o mínimo pra que exercitem suas mentes o suficiente para não serem apenas seguidores dos lobos.
 
9. O que você pensa a respeito da literatura inserida no âmbito escolar?
Não sei muito sobre o contexto atual, mas na minha época a literatura era inserida na vida dos estudantes de forma brusca e agressiva, sem muito propósito, isso me desanimava um bocado a ler os livros sugeridos.
 
10. Uma mensagem final para todos os seguidores do blog:
Leia até que você não seja mais capaz de ver as palavras. Deixe que o livro entre em sua imaginação e viva a fantasia!
 
Quero agradecer ao autor pelo carinho e disponibilidade para atender ao blog. Em breve farei resenha de sua obra aqui no blog. 
Espero que tenham gostado e comentem!
 
XOXO.



6 comentários:

  1. Não conhecia o livro, mas gostei da entrevista e de conhecer um pouco mais sobre esse autor! :D

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também flor! Ele é muito enigmático haha (o livro e o autor)

      Bjkas
      http://antesdeler.blogspot.com.br/

      Excluir
  2. Oi!
    Não conhecia o livro e nem o autor. Mas gostei da entrevista; muito interessante.
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  3. Achei interessante a entrevista que foi concedida ao blog,perguntas e respostas bem articuladas.Ótimo post.
    Abraço!

    Bruno
    http://oexploradorcultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Bruno!

      Bjkas
      http://antesdeler.blogspot.com.br/

      Excluir